sexta-feira, 14 de julho de 2017

Hi, stranger!

Tem um tempo que não nos vemos. Você ainda se lembra de mim? Você me vê no seu passado ou no seu futuro?
Meu querido estranho, quando penso em tudo que poderia ter sido e em como tudo foi, você se arrepende?
Eu não. Querido estranho, você foi, você não existe mais. Você me manteve e quando acabou, sua ausência me fez crescer.
Querido estranho, você não é só um, você é uma repetição constante em minha vida. A cada felicidade, teve uma dor. Para cada adeus um um sorriso, apesar da lagrima escorrendo pelo canto do olho.
É só. Adeus. Não te espero, mas sei que você vai voltar.

Nenhum comentário: