domingo, 16 de maio de 2010

Tik Tok

Essa não sou eu.
Quem é essa garota que pula sem olhar o precipício abaixo? como ela ficou no lugar do que costumava ser eu? A garota que tenta não se apaixonar por saber as consequencias e consegue frear e não se envolver tão fundo, essa não sou eu. No espelho eu vejo, temos o mesmo exterior. Mas aquela garota não sou eu, sou?
Cadê a menina romântica com seus amores platônicos e puramente platônicos? Para onde foi a menina que sofria, mas mesmo assim errava de novo só pelo gosto bom que tinha no começo? Aquela que sempre ouvia e dava conselhos e não os pedia. Ela deve ter se esvairado através do tempo, mas como eu não percebi? Talvez eu ainda seja ela e talvez eu ainda seja eu.
Não conheço essa batida forte de coração, esse tremor nas mãos, esse medo que me inunda. São novos para mim, assim como aquela garota. Essa caida na real, a saída da ilusão de que a minha perfeição sonhada existe. Ela não existe, sofri, mas não sofro. Acabou.
Taila Figueredo Brasil

Um comentário:

Virginia disse...

Tudo na nossa vida são fases.
Temos a fase de sofrer, a fase de sonhar, a fase egoísta, a fase gentil, a fase de se apaixonar, a fase de não estar nem aí pra nada e só querer saber de curtir..
A verdade é que somos eternos mutantes! :)