quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Entreouvidos-bocas-e-pernas

Éramos 4. Refugiados num bar, fugindo da chuva. Não tinhamos nada contra ela, ela apenas acabou com nossos planos iniciais, nos tirando da praça e nos levando ao bar.

A conversa paralela, silêncios pausados, mais uma garrafa, assim que a outra se esvasiava (e rápido).
No meu copo a bebida mal parava, acho que sou assim, não saboreio, degusto... só bebo.

Tava meio nervosa, não sabia o que falar, então não falava... assim era mais simples, só ouvir.

4 garrafas, 4 copos. Não 2 casais, ia ser muito mais simples. Apenas desejo de 1 pessoa.
Chuva vai e volta, assim como a minha coragem de me declarar, de me decidir.

Acaba ficando tarde, telefonemas preocupados e debaixo de chuva uma alegria contida, não tão contida assim, saltitante.

Eles gostam do perigo, mesmo com súplicas para que não se arrisquem.
Os 4 esperam um carro, o shopping já tá fechado e a chuva cai sobre a marquise. O carro chega e as mentiras já miraboladas são contadas, sobre como o show foi bom apesar da chuva e como foi tudo perfeito.
Nós 2 vamos embora.
Eles 2 ficam para trás, pensando na próxima aventura, a volta para casa no começo da madrugada.

Taila F. Brasil

2 comentários:

La Abstinencia me puede disse...

haha you are the first person I know too that likes the faders. I guess they arent so well known, even in USA. But i really like them too ^^- It's incredible, so they should be famous.
and don't worry, I can't speak portuguese.
About crepusculo first I saw the movie and I'm just starting to read the book.
Besos! (:

Magé disse...

Não sou boa com comentário. Sometimes, quando estou inspirada, escrevo páginas e páginas, mas hoje não é o caso. Desculpe "/

Achei necessário dizer que li sua história e como em "Por alé e além", adorei. A história me envolveu e até consigo imaginar os quatro...

Bjo.