sexta-feira, 2 de julho de 2010

O eu meu problema é de ana

- O que se passa?
-Bem.. mais uma recuperação pra minha coleção, mais um lugar para o qual eu passei e só porque passei irei cursar e ver no que dá, mais uma vez me enrolo com meus sentimentos, preocupações e prioridades.

-Algo novo?
-Se você perceber, é sempre a mesma coisa. De novo e de novo. então nada de novo...

- Quer falar sobre isso?
- Querer eu quero, mas por causa da parte da enrolação eu não consigo. É como se tudo se misturasse e agora eu não consigo mais separar. Não dá pra tirar ingredientes depois que você os joga na massa... entendeu?

- Tá... é complicado, vamos por partes... Primeiro... o que mais te preocupa?
- Isso deveria ser a recuperação, mas tenho outras coisas em mente. Quando eu não tenho o controle da situação eu fico perdida. Não me por em um status é quase como me tirar da minha órbita, eu sou adaptável... eu mudo conforme a música, mas pra isso eu tenho que saber qual é a música que tá tocando!

- Que tal focarmos na recuperação?
- Se fosse assim tão fácil eu não teria problemas, certo?!

Um comentário:

Vivi Hitachiin disse...

Por que eu sempre me identifico tanto com as coisas que você escreve?
Chega a dar medo às vezes.
Sei bem como é se sentir no olho do furacão, apenas observando tudo girar em volta com o sentimento de não se poder fazer nada.
Mas como em um furacão, é inútil correr de um lado para o outro tentando pegar os carros/casas/vacas que estão voando a sei lá quantos km por hora.
Uma boa coisa a se fazer é fechar os olhos, respirar fundo e seguir o seu caminho até que o furacão acabe.
Quando isso acontecer, você conseguirá ver tudo com mais clareza, e poderá ter o controle da situação de novo. :)