quarta-feira, 26 de março de 2008

Não quero ser igual a suas amigas de cabelo (a)lis(ad)o

No seu mundo perfeito, com novos amigos(falsos) que se encaixam. Eles vieram junto com a fama e o dinheiro.
Não vou te falar que lembro de todo nosso passado, porque é mentira (você se lembra[sem as fotos, vídeos, auxílio] da sua vida ante dos 7?), mas pelas coisas que não me esqueci, nós eramos AMIGOS, melhores amigos.
Como então, com o tempo, escolas diferentes, novos amigos, quase vizinhos se tornaram tão estranhos? Será que se, quando crianças, não fossemos OBRIGADOS a se ver todo dia, a aturar uns aos outros, SERÍAMOS AMIGOS?
Pensando bem... acho que talvez essas mudanças são necessárias, sabe? Esse afastamento, quem sabe o temo não nos reserva algo de bom no futuro?
Sinto falta sim! mas se um não quer dois não brigam, certo? Lutar sozinha não vai dar em nada...

Então, Amigos até que se acabe!

3 comentários:

manoellimoeiro544 disse...

Amiga um abraço de Manoel Limoeiro do BRazil.
E-mail e msn:manoeljs127773997@hotmail.com

KrOu disse...

Amiga eu ainda to aki.. ;]
pa sempre.. ti amo ;*

Anônimo disse...

miga é um prazer passar de novo no seu blog.Um abraço.